Vidas Clandestinas

imagem

Pela Companhia de Teatro Lendias d’Encantar

Baseado no Programa da Antena1 “Histórias Clandestinas”, de Ana Aranha

Encenação: Julio César Ramirez

Duração: 55 minutos (aprox)
Classificação etária: M12


Sinopse:

Falar baixinho, espreitar pelo canto do olho, mudar de nome, evitar fazer amigos. Mudar de casa. Esquecer a família. Ignorar os laços. O silêncio, sempre o silêncio, na tentativa de passar despercebido.

Foram quase 50 anos de clandestinidade a que se sujeitaram homens, mulheres e até crianças.

Através do trabalho dos actores e baseado em testemunhos reais, o espectáculo conta-nos como centenas de portugueses combateram,
durante quase 50 anos, a ditadura dos governos de Oliveira Salazar e Marcelo Caetano.

Um espectáculo intenso e real sobre a arte de ver sem ser visto.
De estar, sem ser, verdadeiramente.

“Vidas Clandestinas” é uma criação da Lendias d’Encantar, e é a segunda da trilogia iniciada em 2014, com a peça “No Limite da dor”.


imagem

Ficha técnica:

Baseado no Programa da Antena1 “Histórias Clandestinas”, de Ana Aranha
Encenação: Julio César Ramirez
Direcção Artística: António Revez
Interpretação: António Abernú, T. Neves Rocha, Simão Luís
Cenografia: Ana Rodrigues e Julio César Ramirez
Construção de cenário: Ana Rodrigues e Ivan Castro
Adereços e Figurinos: Ana Rodrigues
Desenho e Operação de Som e Luz: Ivan Castro
Design Gráfico e Fotografia: Ana Rodrigues
Banda Sonora: Paulo Ribeiro e Jorge Moniz
Produção Executiva: Susana Paixão
Promoção Internacional: António Revez


#VarazimTeatro | #CompanhiaCerta | #Teatro | #PóvoaDeVarzim | #Cultura | #ACulturaÉSegura | #TemporadaTeatral


Registe-se





Li e concordo com a política de privacidade