Varazim Teatro a sua Companhia Certa

Saltar para o conteúdo principal da página

Estas Noites Brancas

Imagem de cena do espetáculo onde estão os dois actores, um de joelhos e o outro sentado no chão, de mãos dadas

pelo Teatro Art'Imagem
dia 4 de Junho | 21h30
Cine-Teatro Garrett

Dramaturgia e Encenação: Pedro Carvalho
Classificação etária: M/12
Duração: 80 min aproximadamente



Sinopse:

Romance Sentimental das Memórias de um Sonhador (1848) resultam de uma adaptação dramatúrgica do romance homónimo do escritor russo Fiódor Dostoievski.

Sob as noites claras de verão, um Sonhador perpétuo caminha solitariamente pelas ruas desertas de S. Petersburgo, alimentando, incessantemente, o seu imaginário com a energia que encontra na inanidade do que o rodeia. Esta comunhão onírica é subitamente interrompida quando, certa noite, este se depara com Nástenka, uma jovem rapariga que chora sob a ponte do rio Nieva.

Depois de a salvar, oportunamente, de uma tentativa de abordagem por parte de um transeunte suspeito, ambos estabelecem uma ligação amistosa que descortina as estórias de duas vivências tão díspares, mas que ascendem numa atração mútua. Une-os uma espera inquietante, que virá a definir os seguintes encontros noturnos, carregados de revelações, ansiedades, sonhos, medos, e um confronto enigmático de paixões.


Dois actores, Flávio Hamilton (Sonhador) e Carina Ferrão (Nástenka), interpretam, assim, um
jogo de suspensão, que coloca signos oníricos de uma dimensão poética em confronto com os
cânones realistas da comunicação pragmática. Daqui, emerge, simultaneamente, a contracena
com uma ausência de desígnios incertos, que traz uma sombra à brancura destas longas noites
de verão.

Ficha técnica:

Texto: Fiódor Dostoiévski
Tradução: Nina Guerra e Filipe Guerra
Dramaturgia e Encenação: Pedro Carvalho
Assistência de Encenação: Samuel Pascoal
Interpretação: Carina Ferrão e Flávio Hamilton
Cenografia, Figurinos e Imagem de Cartaz: Marta Silva
Criação Musical e Sonoplastia: Carlos Adolfo
Desenho de Luz: Pedro Carvalho
Execução Cenográfica: Marta Silva e José Lopes
Costureira: Alexandra Barbosa
Apoio ao Programa Fundo Teatral Art’Imagem/C.M.M: Micaela Barbosa e José Pedro Pereira
Fotografia: Nuno Ribeiro
Vídeo: André Rabaça
Design Gráfico: Tiago Dias
Produção: Sofia Leal e Daniela Pêgo
Direção Artística do Teatro Art’Imagem: José Leitão

Sobre o Teatro Art'Imagem:

O Teatro Art’Imagem é uma Associação Cultural que, no âmbito da sua missão de serviço público e da planificação da actividade plurianual, tem como principais objectivos: assegurar a prestação de um serviço público no domínio da actividade teatral, produzindo e apresentando espectáculos segundo padrões de excelência artística e técnica; divulgar a sua actividade junto de todos os públicos; promover a criação e produção de dramaturgias em língua portuguesa e de obras de referência do reportório universal; contribuir para o aperfeiçoamento do sistema de formação artística na área teatral; acolher criações nacionais e estrangeiras que permitam o desenvolvimento de novas estéticas teatrais.

Inicia a sua actividade em 20 de Agosto de 1981 quando um grupo de pessoas, professores e estudantes - uns vindos do teatro de amadores, outros com actividades político-sindicais e de animação cultural, resolvem formar um grupo de teatro a que deram o nome de Teatro Art'Imagem.

Seus propósitos imediatos era fazer teatro para a infância e juventude e organizar um festival internacional de teatro para esse segmento de público. No dia 4 de Maio de 1982, regularizaram a Associação, criaram um corpo de sócios para constituir a direcção, aprovaram os estatutos e o regulamento interno em escritura. A partir desse ano começaram a afirmar-se como companhia de teatro independente profissional. A sua fundação, assim como a maior parte da sua actividade foi realizada na cidade do Porto, tendo a sua sede passado por várias moradas. Actualmente está sediada no concelho da Maia, mas a sua sede fiscal mantém morada no concelho do Porto.

Considerando a importância do teatro na sociedade, tem como prioridade abrir o seu espaço, através do Protocolo de Programação da Quinta da Caverneira, à comunidade, levando a todas as camadas da população actividades culturais e artísticas, tendo como horizonte potenciar a relação do Teatro com a cidade da Maia e com o país, desenvolvendo a sua obrigação de constituir um polo cultural de qualidade e de promover a cidadania, suscitando, através da dinâmica produzida entre criações e iniciativas paralelas, novos hábitos e necessidades culturais, capacidade de recepção, sentido crítico e interesse pelo teatro do público em geral. Faz, igualmente, parte da sua missão reforçar a itinerância, a internacionalização e o acolhimento de produções nacionais e internacionais, escolhidas pela qualidade e pela actualidade das linguagens envolvidas.

O projecto desenvolve-se em quatro eixos fundamentais: Criação, Programação da Quinta da Caverneira, Produção de Festivais e Desenvolvimento de Público. As criações regidas por critérios de grande exigência de qualidade artística, procuram a consolidação do projecto da companhia, assim como um correcto enquadramento dos jovens actores recém-formados, promovendo a formação de novos públicos. A Programação da Quinta Caverneira é o lugar de encontro entre actores, criadores, no acolhimento de espectáculos que traduzem o panorama teatral consagrado e emergente. O Desenvolvimento de públicos, é o conjunto de acções, através das Oficinas de Teatro anuais, do Fundo Teatral e de outras actividades. Toda a actividade assenta num coeso grupo de profissionais que abarca três gerações e cujo núcleo principal trabalha há mais de duas décadas, bem como a maior parte dos colaboradores, aliados a jovens no início da sua actividade profissional, garantindo um trabalho sério e rigoroso.

A companhia estreia , em média, três espectáculos por ano. Um novo autor contemporâneo, a revisitação de um clássico e a adaptação de um grande autor da literatura universal para jovens, constituem o vértice da criação artística. O recurso a diversas disciplinas teatrais e o diálogo com as novas linguagens são também caminhos para a captação e diversificação de públicos. Nos últimos anos os autores contemporâneos representados têm sido maioritariamente de língua portuguesa. Os espectáculos têm estreias e temporadas no Porto e na Maia e são levados a todo o território nacional, com uma média de 120 representações anuais e participações em vários festivais de teatro. Nos anos 80 fez 15 digressões internacionais (várias vezes por Espanha, Bélgica, Checoslováquia, França, Áustria e Alemanha). Nos anos 90 realizou 16 digressões (por França, Espanha, Bélgica, Inglaterra e Dinamarca). Desde o ano 2000 já fez mais de duas dezenas de digressões a Espanha, Brasil, Cabo Verde e França.

Desde 1982 organiza o terceiro festival mais antigo do país, o "Fazer a Festa - Festival Internacional de Teatro", por onde já passaram as mais representativas companhias nacionais e galegas, várias companhias brasileiras e muitas outras de países europeus. Desde 1994, em colaboração com a Câmara Municipal da Maia, organiza anualmente o Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia, onde programa os melhores espectáculos deste género, de Portugal e de Espanha, e por onde passaram já também companhias do resto da Europa, América, África e Oceânia. Além da "Maia ao Palco - Mostra de Teatro de Amadores da Maia" que a companhia organiza desde 2008, tem actividades regulares de formação teatral para crianças, jovens e seniores e é responsável pela Programação Regular de Teatro do Auditório da Quinta da Caverneira, em colaboração com a CM Maia. Entre 2009 e 2012 organizou a "MAD - Mostra Anual de Dramaturgia".

Actualmente, o seu organograma é constituído por 10 pessoas com trabalho fixo e regular.


#VarazimTeatro | #CompanhiaCerta | #Teatro | #PóvoaDeVarzim | #Cultura | #ACulturaÉSegura | #TemporadaTeatral



Agenda

Mythos

Sábado, 03 de Dezembro - TETE

21:30h
Cine-Teatro Garrett, Póvoa de Varzim
Espetáculo levado a cena por:
Teatro Extremo

Adicionar ao meu calendário
Compre já o seu bilheteIrá abrir uma nova janela

Bilheteira

Bilhetes para a TEmporada TEatral (espetáculos a apresentar no Cine-Teatro Garrett, na Póvoa de Varzim)

Compra:

• Cine-Teatro Garrett - Rua José Malgueira nr 13, 4490-647 - Póvoa de Varzim
• CTT
• FNAC
• Worten

Online em: www.bol.pt

Reservas:

Por email: varazim@gmail.com

Pelos telefones

912 420 129
916 439 009
252 090 210 (Cine-Teatro Garrett)

Inteiro: 7,00

Com desconto para estudantes, reformados, menores de 25 anos e maiores de 65, desempregados, pessoas com deficiência, grupos de 8 pessoas: 5,00€ cada

Associados ou Amigos da Varazim Teatro: 3,50


A Varazim Teatro tem o apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes

A Temporada Teatral é programada pela Varazim Teatro com o patrocínio da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e apoio técnico e logístico do Cine-Teatro Garrett

Newsletter